Marketing personalizado: o que é e como implementar

Marketing personalizado: o que é e como implementar

Se você trabalha com marketing, seja ele digital ou não, tenho certeza que você já ouviu falar, nem que seja uma vez, sobre estratégias de marketing personalizado. Diferentemente das estratégias de marketing em massa, essas estratégias exigem um pouco mais de cautela e dão mais trabalho, mas o resultado nunca decepciona.

Mas afinal, o que é o marketing personalizado? Existem muitas definições por aí, mas se quisermos resumir da forma mais simples podemos dizer o seguinte:

O marketing personalizado é a implementação de uma estratégia em que as marcas entregam conteúdo individualizado aos destinatários, por meio de coleta e análise de dados feitas por tecnologias de automação. Seu objetivo é engajar os usuário, sejam eles clientes ou leads, comunicando-se com cada um individualmente.

Se você está pensando que tudo isso parece impossível, calma. Não é.

Para ajudá-lo a entender o que é o marketing personalizado, fizemos esse guia definitivo com tudo o que precisa saber para se tornar um especialista nesta estratégia também. Aqui você vai aprender:

  • Os benefícios do marketing personalizado;
  • Os principais desafios que você pode enfrentar;
  • O passo a passo de como criar uma estratégia de marketing personalizado;
  • Os melhores exemplos de campanhas personalizadas;
  • O que você deve analisar; e
  • Quais são as dúvidas mais frequentes;

Os benefícios do marketing personalizado

As vantagens do marketing personalizado são incontáveis, tanto para as empresas quanto para os consumidores. Quando as estratégias são implementadas do jeito certo, os seguintes benefícios podem ser identificados:

  • Melhor experiência do cliente: os clientes sentem-se mais confortáveis ​​em fornecer informações pessoais às suas marcas favoritas, desde que recebam algo em troca. Eles preenchem formulários, fazem download de eBooks, participam de pesquisas para obter descontos e até mesmo indicam suas compras ou preferências favoritas. Ao fornecer esses dados, eles esperam que as marcas protejam qualquer informação confidencial e ofereçam experiências mais personalizadas quando voltarem.
  • Aumento da receita: identificando e respondendo ao canal preferido de cada cliente, as empresas podem aumentar o ROI. Com a tecnologia de automação certa, os profissionais de marketing podem identificar com qual canal os clientes se envolvem e depois acompanhá-los como parte de uma abordagem omnichannel.
  • Fidelidade à marca: quando os consumidores fornecem informações e dados, eles esperam ser tratados como indivíduos únicos, com preferências específicas. As empresas que dedicam tempo e recursos para implementar estratégias de marketing personalizadas se beneficiam de uma vantagem competitiva na fidelidade à marca e na satisfação do cliente.
  • Consistência em todos os canais: os consumidores estão interagindo com marcas em vários canais, incluindo e-mail, mídias sociais, aplicativo, etc, às vezes tudo em um único dia. Por esse motivo, é mais importante do que nunca criar consistência entre os canais. A experiência na loja deve corresponder à experiência do aplicativo, que deve corresponder às mensagens de e-mail, e assim por diante.

Desafios do marketing personalizado

Você já se pegou em situações em que conseguiu identificar uma personalização mal executada? Infelizmente isso é bastante comum, e muitas vezes pode atrapalhar muito mais do que ajudar. Alguns clientes podem se sentir desrespeitados por terem sido confundidos com alguém ou por você ter mostrado, com todas as letras, que não sabe nada sobre eles.

Todas as estratégias de marketing personalizado apresentam algum tipo de desafio, por isso é importante ter bastante cautela na etapa de planejamento. A seguir estão os obstáculos mais comuns e alguns tópicos que você deve analisar antes mesmo de começar o seu:

  • Encontrar a tecnologia certa: um dos maiores problemas do marketing personalizado origina das tecnologias ultrapassadas, que não são adequadas para a era digital e móvel. O elemento-chave do sucesso da personalização é a coleta e a automação de dados, e com isso surge a necessidade de um algoritmo inteligente. Infelizmente, muitos profissionais de marketing lutam para encontrar um mecanismo de personalização que atenda às suas necessidades, mas isso não é impossível. Nesse post você encontra algumas das ferramentas mais utilizadas no mercado.
  • Tempo e recursos: embora o software correto seja necessário para personalização, as empresas também precisam de uma equipe dedicada (ou ao menos um profissional dedicado). Nem todas as empresas estão preparadas para dedicar tempo e recursos a uma estratégia de marketing personalizada, mas sem esse tipo de dedicação dificilmente seu plano sairá do papel como você imagina.
  • Visão única do cliente: ao procurar segmentos comuns em todos os canais, os profissionais de marketing devem criar perfis mais precisos dos seus clientes. No entanto, pesquisas mostram que os profissionais de marketing têm dificuldade em vincular dados a perfis de clientes individuais, uma vez que as informações estão sempre separados em duas ou mais fontes de dado.
  • Segmentação: infelizmente, muitos profissionais de marketing ainda lutam para superar estratégias básicas de segmentação: 85% das marcas concordam que sua estratégia de segmentação é baseada em segmentos amplos e clusters simples. A raiz do problema, entretanto, está quase sempre falta de unicidade dos dados mencionada no item anterior.

Como criar uma estratégia de marketing personalizado bem-sucedida

Implementar uma estratégia personalizada não é trivial, mas também não é impossível. Além de garantir que os dados estejam tratados e concentrados em uma só fonte de dados e que você terá uma equipe ou um profissional dedicado a essa estratégia, existem ainda alguns passos simples que você deve executar.

Para lançar uma estratégia de marketing personalizada, você deve considerar o seguinte:

  • Comparação de tecnologias: se a sua empresa ainda não estiver utilizando nenhum tipo de mecanismo de personalização de conteúdo, essa é a hora de começar suas pesquisas. Se você já utiliza uma plataforma de personalização, certifique-se de comparar a solução existente com outras existentes no mercado que possam oferecer mais valor. Boas fontes de comparação são os sites GetApp, Capterra e G2Crowd.
  • Captura de dados: normalmente, a implementação desse tipo de solução é bastante fácil, exigindo apenas uma tag em javascript no header do seu site. Você deve começar com essa etapa pois, uma vez que o código foi adicionado ao seu site, você pode começar a capturar dados, incluindo cliques, tempo no site, carrinhos de compras abandonados, histórico de compras e muito mais. Enquanto seu banco de dados ganha corpo, você dedica seu tempo ao planejamento das campanhas.
  • Análise: capturar dados, criar recursos analíticos e desenvolver websites personalizados ​​são sempre algo benéficos para uma marca, mas podem ser ainda mais valiosos se estiverem totalmente sincronizados entre si. Depois de apenas algumas semanas, sua solução de personalização deve ser capaz de fornecer recomendações de conteúdo relevantes aos clientes, por exemplo, além de gerar outros insights importantes para que você entenda seu público ainda melhor.
  • Personalização em ação: ninguém espera que você seja capaz de coletar, analisar e gerar insights manualmente, certo? A coleta e a análise de dados podem te ajudar na tomada de decisão, mas para que a personalização possa ser viabilizada em tempo real você deve utilizar um algoritmo de inteligência artificial para fazer o trabalho pesado.

 

Como você pode ver, o marketing personalizado é um tipo de estratégia que exige dedicação, análise e um planejamento bem feito, por isso ele ainda é pouco utilizado no Brasil. Para que sua estratégia seja bem sucedida, é essencial que a sua equipe já esteja em um nível de maturidade suficiente para lidar com os obstáculos e as etapas de implementação. Mas acredite, o resultado vale muito a pena. Tanto em termos de aumento de receita como no engajamento e na fidelização dos clientes.

Sabemos também, que além de procurar dicas técnicas, muitas pessoas ainda não tem ideias claras de o que pode ser feito e quais tipos de campanha podem ser implementadas. Se esse for o seu caso, se inscreva aqui e fique de olho nos próximos posts, pois nos próximos dias vamos falar também de alguns exemplos e trazer algumas estatísticas e tendências para você. 🙂

Web Personalization

Graduada em Engenharia Mecânica, encantou-se por tecnologia e a aplicação da matemática voltada para o marketing à primeira vista. Na Rocket Internet, onde atuou como CMO, mostrou por A mais B o potencial dos números aplicado ao marketing, tornando-se rapidamente uma das profissionais mais cotadas no grupo, onde com frequência colocava marmanjos para chorar utilizando apenas uma planilha de Excel. Nas horas vagas, Juliana dedica seu tempo ao empreendedorismo, fotografia e viagens.

Simple Share Buttons
Simple Share Buttons