Como criar um plano de personalização

Como criar um plano de personalização

If you fail to plan, you are planning to fail“. Até hoje não se sabe se essa frase foi dita por Benjamin Franklin ou por Alan Lakein, mas independentemente de quem a disse ela não pode descrever melhor a dinâmica de quem trabalha com desenvolvimento de softwares. E isso não poderia ser mais verdadeiro com suas iniciativas de personalização.

Em 2017, a americana Monetate publicou um estudo com mais de 100 empresas e descobriu que 79% das que excederam as metas de receita tinham uma estratégia de personalização documentada em vigor. Por outro lado, apenas 31% daquelas que atingiram seus objetivos, e apenas 8% daqueles que não os alcançaram, tinham uma estratégia documentada.

Planejamento é uma coisa que faz toda a diferença, pois ele guia e incentiva a ação. As empresas que excederam suas metas de receita informaram que sua estratégia de personalização estava mais adiantada em sua implementação do que aquelas que apenas atingiram ou não atingiram suas metas de receita. 80% delas relatam que sua estratégia está em processo ou em estágios avançados, enquanto aqueles que simplesmente atingiram suas metas relatam isso apenas 44% do tempo.

Plano de personalização

Para aproveitar ao máximo sua estratégia, seu plano de personalização deve:

  • Definir metas financeiras: os e-commerces com melhor desempenho definem metas financeiras específicas para suas práticas de personalização.
  • Alocar orçamento dedicado: você precisa de recursos para cumprir seus objetivos de personalização. Certifique-se de que seu budget estipula a quantia necessária para as ferramentas que você vai utilizar, os dados third-party e as demandas criativas adicionais.
  • Construir sistemas de medição: a personalização é uma boa ferramenta para crescer o faturamento, mas será difícil de sustentar se você não puder medir o impacto de seus esforços. Certifique-se de que você consegue medir e acompanhar o progresso ao longo do tempo.
  • Estruturar uma arquitetura de dados sólida: a personalização é, basicamente, a interpretação da intenção de seus usuários. Para ser mais eficaz, você precisa aproveitar todas as fontes de dados disponíveis. Só a arquitetura de dados correta possibilitará que você escale.
  • Conectar os canais de marketing: seu site e seus canais de marketing devem refletir a mesma realidade. Determine quais ações você personalizará e tenha um mecanismo de tomada de decisão sólido, que promova ações para os principais pontos de contato do cliente. O próprio site e os e-mails são ótimos para começar, mas não se esqueça de pensar nas interações com a equipe de atendimento, no aplicativo e nas lojas, se houver.

Incluir estes princípios no seu plano irá prepará-lo para eventuais contratempos que possam aparecer. Além disso, eles serão sempre um lembrete de quais foram seus objetivos ao incluir a personalização no roadmap e como você deve levá-lo adiante.

Web Personalization

Graduada em Engenharia Mecânica, encantou-se por tecnologia e a aplicação da matemática voltada para o marketing à primeira vista. Na Rocket Internet, onde atuou como CMO, mostrou por A mais B o potencial dos números aplicado ao marketing, tornando-se rapidamente uma das profissionais mais cotadas no grupo, onde com frequência colocava marmanjos para chorar utilizando apenas uma planilha de Excel. Nas horas vagas, Juliana dedica seu tempo ao empreendedorismo, fotografia e viagens.

Simple Share Buttons
Simple Share Buttons