3 oportunidades inexploradas no varejo online

3 oportunidades inexploradas no varejo online

O e-commerce está tão estabelecido quanto a internet. A Amazon, por exemplo, tem mais de 20 anos. Mas mesmo com a maturidade do e-commerce como um modelo de negócios, ainda existe muito espaço e muitas áreas em que os varejistas podem se desenvolver.

Pequenas lojas estão nascendo e tomando espaço do mercado, se tornando referências rapidamente. E o que empresas como essas nos ensinam é que a personalização e o marketing em tempo real são a próxima grande oportunidades para as marcas de varejo.

Aqui estão 3 tendências de consumo que explicam o motivo:

1. O cliente onipresente

Fonte: PwC

Um relatório recente da PwC revelou que nos últimos 15 anos 75% de todo o crescimento das redes de varejo aconteceu através de canais online. Essa tendência, entretanto, não reflete os detalhes da experiência de grandes lojas de rede.

O que aconteceu, de acordo com o relatório, é que está cada vez mais difícil distinguir as vendas online e offline. Os consumidores estão olhando e experimentando produtos nas lojas físicas para depois efetuar a compra através dos aplicativos para smartphone. Estamos cada vez mais multitarefas, pesquisando diversas opções ao mesmo tempo, para concluir a compra mais rapidamente e receber o produto em casa em questão de horas.

Uma das estratégias mais impactantes consiste em guiar os consumidores através do processo de compra oferecendo experiências individuais, tratar os clientes com o mesmo nível de suporte que eles recebem nas lojas físicas quando conversam com um atendente. Conhecê-los e saber suas preferências.

2. A personalização no varejo online

Fonte: Think with Google

Além de serem onipresentes, os consumidores estão procurando produtos e serviços que sejam adequados especificamente às suas necessidades. Como apontado pelo Google, a tecnologia de personalização será integralmente o futuro do varejo online.

A partir do momento que os clientes compartilham sua localização, suas preferências e informações sobre seus dispositivos, as marcas podem interligar os pontos e construir estórias para fundamentar as escolhas de qual conteúdo deve ser apresentado para cada cliente. Varejistas inteligentes devem procurar fazer mais com os segmentos de clientes, aprendendo sobre eles e construindo relações de longo prazo.

Com o tempo, os e-commerces ganharão mais confiança e serão um importante recurso para as necessidades dos clientes. Hoje, eles têm muito pouco tempo para filtrar a enxurrada de informação que os atinge todos dias, as marcas que se mostrarem mais relevância conquistarão atenção. A personalização faz com que essa dinâmica seja possível.

3. A hospitalidade digital

Fonte: National Retail Federation (NRF)

O limite entre o online e o offline se tornou quase inexistente, por isso os usuários estão demandando experiências digitais tão amigáveis quanto as experiências nas lojas físicas. O mínimo que um e-commerce deve transmitir é a qualidade, a atmosfera e a experiência “sensorial” que eles encontram pessoalmente. As marcas podem inclusive coletar informações e feedback sobre as experiências online para melhorar o atendimento pessoal, nas lojas.

A chave para uma experiência amigável e similar ao que é oferecido no universo offline é a tecnologia de personalização. E já que estamos anos atrás em termos de desenvolvimento e experiência, o segredo é começar já e sair na frente. Os dados que você coletar serão essenciais para construir a fundação da sua estratégia e te preparar para o que pode vir pela frente.

Quer saber mais sobre o varejo online? Inscreva-se na nossa newsletter e fique de olho nos novos posts que vem por ai! E se você gostou das nossas dicas neste post, compartilhe com os seus amigos e ajude nosso blog a crescer (:

Negócios

Graduado em Ciência da Computação, começou a atuar na área de marketing e tecnologia aos 13 anos, quando criou seu primeiro site que, meses depois, bateu a marca dos 50 mais visitados do Brasil. Aos 17, fundou sua primeira empresa, a Bookess, considerada meses depois umas das 10 melhores editoras virtuais do mundo. Na Rocket Internet, trabalhou na expansão de iniciativas tupiniquins e gringas. Hoje, com mais de 10 anos de experiência, já programa de olhos fechados, fala como um publicitário e é apaixonado por empreendedorismo.

Simple Share Buttons
Simple Share Buttons