2 dicas simples e poderosas para você aumentar a sua taxa de abertura de e-mails

2 dicas simples e poderosas para você aumentar a sua taxa de abertura de e-mails

Você com certeza já ouviu falar sobre como ter uma lista de e-mail é algo poderoso. Eu já ouvi por aí que a lista de e-mails pode ser considerada seu bem de maior valor no seu negócio. Mas o que ninguém te conta é que além de ter uma lista de e-mail, para que ela seja realmente valiosa, é necessário que as pessoas interajam com você, ou seja, é necessário que elas abram seu e-mail e façam o que você espera que elas façam.

Se a sua lista não está lá muito responsiva, ou, como dizem, está fria, saiba que ainda tem solução. Confira nossa dicas de como aumentar sua taxa de abertura de e-mail e esquente de vez essa lista.

1. Otimize o seu assunto do seu e-mail

O assunto do e-mail é importantíssimo. E o motivo é simples: o cliente não pode interagir com o seu e-mail até que ele o abra. E o que faz alguém abrir um e-mail? O assunto.

As dicas básicas são: desperte a curiosidade, escreva assuntos curtos e não use somente letras maiúsculas.

É claro que despertar a curiosidade do cliente é importantíssimo, mas tem um porém. Se você despertar a curiosidade e não for capaz de manter o e-mail tão interessante quanto o assunto, você terá um grande número de “desinscrições” (ou, em inglês, opt-out ou unsubscribes).

As pessoas não estão se “desincrevendo” porque não querem mais receber seu conteúdo, mas sim porque o seu e-mail não convenceu do tanto quanto o seu assunto. Então, que tal da próxima vez, escrever primeiro o e-mail e se perguntar quais perguntas aquele e-mail responde para então pensar no assunto? Isso fará com que o assunto e o conteúdo sejam congruentes!

Quanto a quantidade de palavras e caracteres que devem estar presentes em um assunto, temos uma boa e uma má notícia. A notícia boa é que um dos principais serviços de e-mail marketing fez um estudo e descobriu que assuntos com menos de 60 caracteres costumam converter mais. Teste o que funciona para sua audiência. Varie um pouco e envie durante algumas semanas para descobrir qual a melhor configuração para você.

E a terceira, mas não menos importante dica sobre assuntos de e-mail é: não use somente letras maiúsculas. Algumas empresas utilizam as letras maiúsculas no assunto do e-mail como uma forma de chamar atenção dentre os diversos e-mais que recebemos diariamente. Mas, justamente por isso, algumas pessoas já associaram o uso de letras maiúsculas no assunto do e-mail como e-mails de propaganda.

E se você parar para pensar, quando você vai escrever um e-mail para um colega ou parente, você normalmente escreve o assunto com letras minúsculas.

2. Para aumentar a taxa de abertura de e-mail, constância é a palavra-chave

Com qual frequência você envia e-mail para sua lista? Algumas pessoas morrem de medo de estressar a lista e raramente mandam e-mail, mas isso é péssimo. Quando você não manda e-mail com muita frequência, as pessoas esquecem quem é você ou por que estão recebendo um e-mail seu, e acabam não abrindo!

Além disso, estudos apontam que nos 7 primeiros dias após uma pessoa se cadastrar em uma lista de e-mail ela costuma abrir mais os seus e-mails. Então, faça uma régua de boas-vindas e utilize esses 7 primeiros dias para ganhar a confiança dessa pessoa e quem sabe não já realizar uma venda transformando um simples lead em um cliente? Tenho certeza que isso fará a diferença no relacionamento que vocês terão.

Agora você já tem duas dicas preciosas para aumentar as taxas de abertura de e-mail e conseguir realizar mais vendas. Está esperando o que? Vai lá colocar tudo isso em prática e depois volte aqui para nos contar os seus resultados!

Quer saber mais sobre como aumentar a taxa de abertura de e-mails? Inscreva-se na nossa newsletter e fique de olho nos novos posts que vem por ai! E se você gostou das nossas dicas neste post, compartilhe com os seus amigos e ajude nosso blog a crescer (:

E-mail Marketing

Graduado em Ciência da Computação, começou a atuar na área de marketing e tecnologia aos 13 anos, quando criou seu primeiro site que, meses depois, bateu a marca dos 50 mais visitados do Brasil. Aos 17, fundou sua primeira empresa, a Bookess, considerada meses depois umas das 10 melhores editoras virtuais do mundo. Na Rocket Internet, trabalhou na expansão de iniciativas tupiniquins e gringas. Hoje, com mais de 10 anos de experiência, já programa de olhos fechados, fala como um publicitário e é apaixonado por empreendedorismo.

Simple Share Buttons
Simple Share Buttons